Texto: Marcos Anubis
Fotos: Camila Kovalczyk

PrimeRock_2019_CapitalInicial_3

Um show do Capital Inicial é garantia de diversão, canções bem executadas, participação do público e muitos sucessos. A apresentação da banda na 2ª edição do festival Prime Rock Brasil, que aconteceu no sábado (7) na Pedreira Paulo Leminski, não fugiu a essa regra. Afinal, poucas bandas brasileiras se sentem tão à vontade no palco quanto o quarteto de Brasília.

Dinho Ouro Preto (vocal), Flávio Lemos (baixo), Yves Passarel (guitarra), Fê Lemos (bateria) e o fiel escudeiro Fabiano Carelli (violão, guitarra e teclado) abriram o show com “Tudo  aí mudar”, “Depois da meia noite” e “Quatro vezes você”. O repertório teve canções de todas as fases da banda, ente elas, “Independência”, “Natasha”, “Tudo que vai” e “Olhos vermelhos”.

Em “Fátima”, o vocalista do Jota Quest, Rogério Flausino, se juntou ao grupo para cantar um dos maiores clássicos do Capital. Uma das coisas que mais impressionam nos shows do Capital é o domínio de palco demonstrado por Dinho Ouro Preto, um dos maiores frontmen do Rock Brasileiro. É óbvio que, com 37 anos de estrada, a relação da banda com o público está mais do que estabelecida, mas nem sempre essa conexão se mantém tão forte após tantos anos.

PrimeRock_2019_CapitalInicial_1

Sucessos e mais sucessos

Como sempre, um dos momentos mais emocionantes do show foi “Primeiros erros”. A versão que a banda fez para a canção originalmente composta e gravada por Kiko Zambianchi no álbum “Choque” (1985), um dos clássicos do Rock underground brasileiro, acabou sendo literalmente um achado. Afinal, quando Kiko foi convidado para gravar o DVD “Acústico MTV” (2000), ninguém imaginava que a música teria essa repercussão.

Porém, se antes da regravação a música já era conhecida, a versão do Capital transformou a composição de Kiko em um sucesso gigantesco. Hoje, muitas pessoas até acreditam que a música é do Capital, tamanha é a identificação da canção com a banda. Na turnê desse álbum, Kiko acabou participando de mais de 400 shows com o grupo em três anos. Na prática, o “Acústico MTV” fez com que o Capital Inicial renascesse e iniciasse uma nova fase a partir dali.

Antes da música, Dinho pediu para que as luzes fossem apagadas e para que o público iluminasse a Pedreira com os celulares. “Essa música sempre é mágica, mas com a participação de vocês ela é amplificada milhões de vezes!”, disse.

Em “Veraneio vascaína”, Fê Lemos citou o massacre de Paraisópolis, quando nove adolescentes foram mortos em uma ação da PM paulista no baile funk da DZ7 . “A sua maneira” encerrou o show. Na segunda participação do Capital Inicial em duas edições do festival Prime Rock Brasil em Curitiba, o grupo mostrou mais uma vez que continua na linha de frente do Rock brasileiro.

Confira o vídeo de “Independência” gravado ao vivo na apresentação do Capital Inicial na Pedreira Paulo Leminski e veja o nosso álbum de fotos do show.

Capital Inicial - Prime Rock Brasil - Pedreira Paulo Leminski - 7/12/2019